O conjunto Binario Cloud Database Service foi pensado para facilitar o trabalho do seu time no deploy de bancos de dados como PostgreeSQL e MySQL.

Com esse serviço, seu time poderá escolher o nível de processamento adequado para suas demandas, além de automatizar backups e snapshots do seu banco, garantindo a persistência de dados da sua empresa.

Gostou? Então que tal descobrir como fazer uma estimativa assertiva de Binario Cloud Database Service na nossa calculadora?

Vamos lá!

1. Dê um nome para a instância que corresponda à sua finalidade

Na calculadora, selecione o grupo Database Service. O primeiro campo Nome da Instância não é obrigatório, porém, permite identificar facilmente qual a finalidade do servidor.

Recomendamos inserir o nome que já é utilizado pela sua empresa, mas se você não tiver essa informação, basta adicionar o nome com o banco de dados que vai rodar nesse servidor, por exemplo exemplo:

  • PostgreeSQL-VM

  • VM-MySQL

Configurando nome da instância de database na calculadora da Binario Cloud

2. Defina o número de instâncias com as mesmas configurações

O segundo campo é o Número de Instâncias. Ele será utilizado para multiplicar por N a configuração que for feita na cotação, repetindo, inclusive, o nome da instância escolhido anteriormente.

No caso de Database Services, o sistema está considerando provisionar N instâncias distintas de banco de dados em relação a demais precificações que estejam sendo realizadas na mesma cotação.

A melhor forma de dimensionar o número de instâncias é entender quais são as necessidades da empresa. Pode ser que, em determinado contexto, faça sentido provisionar múltiplas instâncias de modo a atender variadas demandas de utilização. A partir daí, é possível desenhar um conjunto de máquinas com requisitos específicos para o seu ambiente.

Observação: ao definir um número de instâncias para Database Service na calculadora da Binario Cloud, não será necessário repetir essas máquinas na cotação de Compute.

Configurando número de instâncias de database na calculadora da Binario Cloud

3. Escolha o modelo e tipo do servidor

Em Modelo de Máquina, vamos definir o nível de prioridade da máquina virtual ou bare metal em relação aos hosts físicos, por isso esse é o campo mais importante. É importante lembrar que, quanto maior o nível do modelo, mais performático o servidor será.

Os flavors disponíveis para realizar o deploy de bancos de dados com a Binario Cloud são os seguintes:

  • Virtual Machine Essential: recomendado para uso padrão de CPU

  • Virtual Machine Standard: recomendo para uso regular de CPU

  • Virtual Machine Premium: recomendo para uso intensivo de CPU

  • Bare Metal server with BCBS: servidor físico dedicado com uso de storage virtual

  • Bare Metal server with Physical Storage: servidor físico dedicado com uso de storage físico

Observação: um fator importante para definir o flavor mais adequado para suas instâncias de banco de dados é verificar a carga de usuários no seu ambiente. Geralmente, Bare Metal são flavors utilizados apenas quando existe um requisito de licenciamento restritivo.

Confira mais informações sobre o uso de cada flavor no seu ambiente neste artigo.

Em seguida, temos o campo Tipo de Máquina onde vamos escolher o tamanho do servidor.

Os tipos de máquina disponíveis estão organizados de acordo com o flavor (ou modelo de máquina) escolhido anteriormente.

Pela descrição de cada tipo de máquina, é possível identificar quantas vCPUs e quanto de Memória será alocado na instância, bem como uma estimativa de quanto custa manter uma máquina com as configurações exibidas.

Configurando modelo e tipo de máquina para deploy de bancos de dados na calculadora da Binario Cloud

4. Indique o tipo de banco de dados que será provisionado nas instâncias

No próximo campo, escolha o Tipo de Banco de Dados disponível para inicializar o servidor. Lembrando que o banco de dados escolhido será replicado em todas as instâncias de database.

Hoje, a Binario Cloud disponibiliza os seguintes bancos de dados como serviço:

  • PostgreeSQL

  • MySQL

Configurando o tipo de bancos de dados na calculadora da Binario Cloud

5. Defina o espaço em disco que será alocado para o banco de dados

Temos dois tipos de disco disponíveis para alocar seu banco de dados:

  • Gold: até 8.000 IOPS e taxa de transferência de 300mb, recomendado para demandas com alto nível de uso de storage;

  • Platinum: até 15.000 IOPS e taxa de transferência de 500mb, recomendado para demandas com nível exigente de storage.

Em Tamanho de disco, informe o espaço em disco que será alocado para o sistema.

Como volume mínimo para o banco de dados, recomendamos validar o que sua empresa já consome em termos de storage e hardware.

Configurando o tipo de disco e espaço para deploy de bancos de dados na calculadora da Binario Cloud

6. Calcule a quantidade de espaço para Snapshots

Como se trata de um apontamento virtual do status do disco no momento indicado, o snapshot utilizará espaço em disco do mesmo modelo — no caso, o disco Platinum.

Recomendamos que sejam realizadas rotinas constantes de snapshot para os seus bancos de dados. Neste caso, basta utilizar o campo Tamanho de espaço para Snapshot para estimar o valor.

Para definir a quantidade de espaço necessário para snapshots, devemos multiplicar o número de snapshots que espera-se armazenar pelo espaço em disco do volume, exemplo:

  • Tamanho do disco de MySQL: 1000

  • Quantidade de snapshots: 2

  • Espaço para snapshots: 2000

Configurando espaço de snapshot de bancos de dados na calculadora da Binario Cloud

7. Garanta alta persistência de dados configurando o Binario Cloud Backup

O disco utilizado para armazenamento do Binario Cloud Backup é dedicado para armazenar as cópias de segurança, garantindo máxima persistência para os dados de cada máquina em nosso object storage.

Observação: ao configurar Binario Cloud Backup para suas instâncias de bancos de dados, não será necessário repetir essas informações na aba Backup.

Para cotar licença e espaço de Backup na nossa nuvem, é preciso utilizar os campos Backup e Tamanho de espaço para Backup.

O campo Backup é de interação obrigatória: caso queira usar o serviço Binario Cloud Backup, selecione a opção Sim.

Depois, estime a quantidade de espaço em disco para armazenar o backup. Como métrica, sugerimos que você faça sua estimativa com base na seguinte equação:

Quantidade estimada de disco para a instância de database x número de cópias desejadas

Exemplo: Quantidade estimada de disco para a instância de database (1000) x número de cópias desejadas (7, uma cópia por dia da semana) = 7000

Com tudo pronto, basta clicar no botão Adicionar à estimativa. As informações sobre a sua cotação de Binario Cloud Database Services aparecerão ao lado, em Estimativa, conforme mostramos na imagem abaixo:

Criando uma estimativa de instância de database na calculadora da Binario Cloud

Chegamos ao fim do nosso tutorial. Se você é cliente, user final ou partner e quer ajuda para montar sua cotação, envie um email para comercial@binario.cloud ou fale com a gente pelo nosso chat.

Se você faz parte da equipe Binario Cloud e precisa de ajuda para realizar a cotação de Database Service para um cliente, envie um email para prevendas@binario.cloud.

Confira o SLA de atendimento da sua solicitação neste artigo.

Encontrou sua resposta?